Retenção de talentos | Por que está cada dia mais difícil

por | 25/09/2019

Retenção de talentos: por que está cada dia mais difícil

A retenção é ainda um grande desafio para muitos empreendedores, que enfrentam certas dificuldades na hora de contratar funcionários para sua empresa.

Porém, o que acontece de fato, é que esse problema está influenciado com a insatisfação dos colaboradores, seja no emprego atual ou ainda quando estão em busca de uma recolocação no mercado.

Diante dessa motivação, é comum o relato de queixas quanto ao salário e ausências de promoções, o que contribui para a alta rotatividade de empregados, gerando grandes prejuízos ao negócio, às vezes incalculáveis.

Já que o custo de uma rescisão contratual vai além dos valores pagos em indenizações e multas. Nessas situações, reter talentos se torna praticamente impossível, obrigando o empregador a treinar pessoas para substituir alguém que já havia a experiência necessária.

Tal cenário, considerando realidade de muitas empresas no Brasil, a retenção de talentos é um problema que implica uma série de fatores e é sobre isso que falaremos a seguir.

Principais fatores que dificultam a retenção de talentos

Clima organizacional ruim

O clima organizacional da empresa é considerado um dos principais fatores decisivos para a retenção de talentos, e é nesse sentido que muitos empresários pecam, oferecendo um ambiente de trabalho ruim e estressante.

Já que de fato, muitos donos de negócios, consideram tal importância como apenas um detalhe, o que leva a colaboradores desmotivados e infelizes, de maneira que eles se afastem e rejeitem a empresa.

Lembrando que o clima organizacional está ligado somente a maneira como as pessoas se relacionam, a pressão e questões de convivência, mas sim a higiene, segurança, sustentabilidade empresarial e boas condições de trabalho.

A ideia é criar a sensação de um ambiente familiar, de maneira que trabalhem sempre em equipe.

Ausência de feedback

Outro grande problema que dificulta a retenção de talentos e a falta de feedback, o que torna o profissional confuso sem saber se está de fato correspondendo às expectativas.

A grande maioria dos empresários se esquecem da importância que um feedback positivo traz aos funcionários, que é gerar satisfação ao colaborador e manter o foco no bom rendimento.

Visto que, um bom gestor é aquele que contribui para o crescimento profissional da equipe através de feedback sincero e objetivo e não aquele que só se preocupa em criticar e desvalorizar os serviços dos funcionários.

Tal atitude, atrapalha muito a evolução do trabalhador e, consequentemente, a qualidade do serviço ou produto da empresa. Portanto, a recomendação para reter talentos é buscar equilíbrio na comunicação com os colaboradores, de modo, que não exagere a ponto de bajular ou prejudicar o profissional.

Tome cuidado ao falar dos pontos negativos deles, pois você corre o risco de atingir a honra e a moral do colaborador, de maneira que se sinta desmotivado com o serviço.

Falta de estímulo financeiro

A falta de estímulo financeiro também é algo a ser pensando na retenção de talentos, isso porque, as recompensas materiais são fundamentais para manter bons talentos e motivar colaboradores.

A dica é oferecer bonificações, como uma forma de complementação de renda para reter talentos, dessa forma, será mais difícil ele aceitar alguma outra proposta de emprego que vier a receber.

Estabelecer plano de carreira

Dentre os desafios enfrentados que envolve a retenção de talentos é a falta de um plano de carreira dentro da empresa.

Isso porque, o progresso na carreira é um ponto fundamental para o colaborador perceber que seu esforço será recompensado e nada mais desestimulante trabalhar em uma empresa que não oferece perspectiva de crescimento.

Envolver os funcionários

A maior parte dos empreendedores se preocupam somente em fidelizar clientes, esquecendo que também é essencial a fidelização com os colaboradores.

Tal prática, permite que eles se sintam mais que motivados por metas e desafios, mas sim “vestem a camisa”, tornando-se fiéis defensores da empresa.

Não fornecer benefícios aos funcionários

Por fim e não menos importante, o erro que muitos cometem é não fornecer benefícios aos funcionários, tais como: vale refeição, vale alimentação, entre outros tipos de benefícios que podem ser proporcionados aos colaboradores.

Mais que reter talentos, esses benefícios mantem os funcionários motivados e felizes dentro da empresa, o que ameniza a rotatividade, bem como a falta de produtividade, que muitas vezes é gerada devido a insatisfação.

× Como podemos te ajudar?